Liverpool reverte decisão de deixar funcionários em licença temporária e pediu desculpas aos torcedores



No último sábado (5), o clube inglês afirmou que iria se inscrever no esquema de retenção de empregos financiado pelo governo, o que deixou uma péssima impressão aos fãs de futebol.
Segundo a BBC Sport, a reviravolta ocorreu depois que críticas crescentes levaram a conversas entre os proprietários do clube, Fenway Sports Group e executivos.
Peter Moore, diretor executivo do Liverpool, publicou uma nota direcionada aos torcedores dos Reds, onde tinha o seguinte trecho: “Chegamos à conclusão errada na semana passada e sentimos muito por isso”. Peter também acrescentou que o clube buscará maneiras diferentes para pagar os funcionários.

Os funcionários afetados – dentro e fora de campo – receberiam 80% do seu salário, com a ajuda dos fundos do governo britânico. Ademais, o clube de Anfield chegou a lucrar cerca de 42 milhões de libras no ano passado (2019), uma estimativa de R$ 270 milhões. O Liverpool é o sétimo clube de futebol mais rico do mundo.


Fonte: Dan Roan – BBC Sport

Postar um comentário

0 Comentários