Em rede social, Michael Jordan mostra sua revolta por conta do assassinato de George Floyd



O maior jogador de basquete de todos os tempos, Michael Jordan, utilizou do seu perfil no Instagram para se posicionar referente ao assassinato de George Floyd, um afro-americano de 46 anos. Morto pela violência policial no início da semana, Floyd comoveu a sociedade norte-americana em razão do racismo estrutural no Sistema de Justiça dos Estados Unidos. O país estadunidense já enfrenta seu sexto dia consecutivo de protestos antirracistas em diversos estados.

Impulsionado pela fama do documentário “The Last Dance”, o ex-jogador de basquete afirmou estar triste pelo ocorrido, e que todos nós devemos nos unir na luta contra o racismo.

“Estou profundamente triste, machucado e nervoso. Eu vejo e sinto a frustração e ira de todos. Eu fico do lado de quem que se opõe ao racismo e à violência contra pessoas de cor no nosso país. Chega”, disse num primeiro comentário.

Em seguida no texto, Jordan pediu para que façamos parte de uma melhora e exigiu justiça.

“Eu não tenho as respostas, mas as nossas vozes mostram força e incapacidade de serem compartilhadas por outras pessoas. Nós devemos ouvir uns aos outros, mostrar compaixão, empatia e nunca virar as costas para a brutalidade que não tem sentido. (…) Nossa voz unificada deve pressionar nossos líderes para mudar as leis, ou precisamos usar o voto para criar alterações sistêmicas. Todos precisamos ser parte da solução e precisamos exigir justiça para todos.”

Além do posicionamento social, Michael se solidarizou à família de George Floyd.

“Meu coração fica com a família de George Floyd e aos milhares cujas vidas foram tiradas de maneira brutal por atos racistas e de injustiça”.

Ademais, outros jogadores de basquete também se posicionaram, a maioria foi às ruas e outros se movimentaram nas mídias. Entre eles estão Stephen Jackson Sr, Jr Smith, Karl-Anthony Towns, Jordan Clarkson, Malcolm Brogdon, Jaylen Brown, Marcus Smart, Enes Kanter e LeBron James.

Derek Chauvin, policial que cometeu o crime, foi detido e acusado de homicídio. 



Confira o post:


Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Jordan (@jumpman23) em







Fonte: UOL Esporte 

Postar um comentário

0 Comentários