Estudo aponta que Liverpool x Atlético provocou 41 mortes pelo novo coronavírus



Em um estudo realizado pela “Edge Health” aponta que o jogo válido pelas oitavas de final entre Liverpool e Atlético de Madrid, que ocorreu no dia 11 de março, provocou 41 mortes em decorrência da Covid-19. A publicação foi feita no veículo britânico The Sunday Times neste domingo (24).

Um grupo analista que trabalha para o Serviço Nacional de Saúde britânico (NHS), estima que o evento provocou as mortes entre 25 e 35 dias após a data da partida.

Algum tempo depois, Matthew Ashton, diretor de Saúde do Liverpool, concluiu que o duelo foi um erro gravíssimo. O percurso que os espanhóis fizeram até a Inglaterra também ajudou na disseminação em aeroportos, pontos turísticos etc.

Carlo Ancelotti, técnico do Everton, afirmou que, em conversa com Jürgen Klopp, o alemão confessou que a decisão pela Liga dos Campeões foi um erro “criminoso”.

“Conversei com Klopp há alguns dias, ele me disse que a decisão de realizar a partida entre Liverpool e Atlético foi um ato criminoso e acho que ele está certo”, disse em entrevista ao jornal Corriere dello Sport.

Vale ressaltar que a realização do evento ocorreu em Anfield, com mais de 50 mil torcedores na casa do Liverpool. Dias antes, a Espanha tinha decretado estado de emergência no país por conta da disseminação extensiva do vírus. A Europa foi o segundo epicentro mundial da pandemia, em seguida da China (Ásia).

Os Colchoneros se classificaram para as quartas de final, vencendo de virada na prorrogação, em um placar de 3 a 2.

A Espanha e o Reino Unido são dois dos lugares mais afetados pelo novo coronavírus, sendo cerca de 36 mil mortes no território britânico e mais de 28 mil espanhóis mortos.



Fonte: UOL Esporte

Postar um comentário

0 Comentários