Corinthians não paga salários há três meses e corre risco de perder jogadores


De acordo com o Meu Timão, o Corinthians está há três meses sem pagar salários aos atletas. Com as dívidas salariais, o Timão corre risco de perder jogadores de graça, caso ocorram ações na Justiça. Apurado pelo Globo Esporte, a Lei Pelé garante a rescisão contratual em caso de não-pagamento igual ou superior a 90 dias.

As parcelas atrasadas são dos dias 5 de abril (referente a março), 5 de maio (referente a 50% das férias de abril, pagando a outra metade no fim do ano) e também 5 de junho (referente a maio).

Com a crise financeira que todos os clubes estão tendo por conta da suspensão dos torneios, a situação do Alvinegro preocupa porque a folha salarial não é baixa, e o Cruzeiro é um exemplo do que acontece com más administrações.

Portanto, a diretoria do Corinthians espera a antecipação do dinheiro sobre a venda do Pedrinho ao Benfica. Conforme dito na matéria do Arena News, um banco de Luxemburgo fará a operação que irá transferir 100% do contrato que seria quitado pelos portugueses em quatro anos.

Vale ressaltar que o Coringão também tem direitos de imagem atrasados. O balanço financeiro de 2019 publicado, aponta que o clube fechou a temporada devendo R$ 48 milhões aos atletas.

O futebol está paralisado desde o mês de março, faltando duas rodadas para a primeira fase do Paulistão acabar. O Corinthians amargura a terceira posição do Grupo D, com 11 pontos, correndo sérios riscos de não se classificar. Com isso, o caminho é buscar uma boa participação na Copa do Brasil.

Postar um comentário

0 Comentários