Após ser acusado de agressão pela ex-esposa, Dudu presta depoimento e diz que câmeras provarão sua inocência


O atacante Dudu, do Palmeiras, foi à delegacia do 87º Distrito Policial de São Paulo, em Pirituba, na tarde desta terça-feira (23), prestar depoimento após ser acusado de agressão pela sua ex-esposa, Mallu Ohanna. O jogador negou as acusações e afirmou que as imagens das câmeras de segurança, localizadas nas ruas do condomínio fechado em que ocorreu o episódio, provarão que é inocente.

A equipe do UOL Esporte teve acesso à versão de Dudu. O camisa 7 declara o contrário, que foi Mallu quem o agrediu na garagem do prédio onde a modelo vive com os dois filhos do ex-casal.

“Fiquei sabendo hoje do que ela estava me acusando, falei com meu advogado e nós viemos até a delegacia por vontade própria nossa. Eu apresentei minha versão do que aconteceu, o delegado escutou, o escrivão escutou e já vão checar algumas imagens que provam que eu não fiz nada. Para esclarecer mais ainda, vocês pedem para a minha assessoria, meu advogado”, comentou Dudu, em entrevista para a Band.

“A gente já esclareceu para a polícia, vai mostrar as imagens, vocês veem com a assessoria de imprensa para detalhar melhor o que aconteceu. Não teve agressão, vai mostrar as imagens e vai a verdade o que aconteceu” concluiu.

Como dito na matéria do Arena News, Ohanna afirmou, em entrevista para o colunista Leo Dias, que o ato foi na noite de ontem (22) e disse que a discussão durou cerca de uma hora e meia.

Confira as imagens: 




A modelo, por sua vez, afirma que essas não são as imagens em que foi agredida na garagem e adverte que Dudu também a agrediu dentro do carro.

“Esses são os vídeos do lado de fora. Eu tento pegar o celular. Nos empurramos. Quando entro no carro, ele puxa meu cabelo, me agride. E o assessor dele, o Thiago, me puxa forte pelo ombro para que eu não entrasse. Me machuca. Está doendo até agora. Quero saber por que ele não entregou os vídeos de dentro da garagem. Mas eu vou entregar aqui. Me agride ainda mais”, disse Mallu para a equipe do UOL.

“Essa é a segunda parte da confusão. Ele chegou em seu carro branco, entrou na garagem, começou a confusão. Me agrediu. Então chamou seu advogado, que chamou o assessor do Dudu. O advogado orientou que ele deixasse o carro na minha garagem e fosse embora no carro do Thiago (assessor), aquele preto das imagens”, concluiu.

Postar um comentário

0 Comentários