Corinthians paga um mês de salários atrasados e se livra de possíveis processos trabalhistas



Na tarde desta segunda-feira (20), o Corinthians pagou um dos três meses de salários atrasados aos jogadores, fazendo com o que o clube do Parque São Jorge se livre de possíveis processos trabalhistas, porque a Lei Pelé permite a rescisão unilateral de contrato caso os times fiquem 90 dias sem pagar seus atletas. Segundo o jornalista Jorge Nicola, o pagamento de hoje se refere ao mês de maio, e os outros dois meses atrasados devem ser depositados em agosto.

Além do alívio judicial, o pagamento dá um gás a mais para a próxima quarta-feira (22), onde acontecerá o Dérbi contra o Palmeiras. O clássico, que tem um gosto especial naturalmente, será determinante para o futuro do Timão no Campeonato Paulista – se o Corinthians perder, todas as chances de classificação vão por água abaixo e o Alvinegro correrá sérios riscos de rebaixamento no Estadual.

Portanto, o depósito aconteceu na hora certa, mas há outros valores a serem resolvidos juntamente com as outras duas verbas de salários atrasados. Um deles é a parcela pela compra do volante Cantillo, que vem sendo destaque na equipe do técnico Tiago Nunes.

Ainda de acordo com o Nicola, no seu blog do Yahoo, o Coringão pretende pagar a quantia ao Junior Barranquilla, ex-clube de Cantillo, daqui uma semana, com o montante que irá receber devido às vendas de Gustagol e André Luis.

Ademais, o Corinthians espera os 20 milhões de euros (cerca de R$ 122 milhões na cotação atual) do Benfica pela venda de Pedrinho, joia do Terrão. Com a grana que irá entrar no cofre do Parque São Jorge, o grupo recheado de medalhões se mantém sereno, o que facilita o trabalho do Tiago ao longo da temporada e cria esperanças à Fiel.

Postar um comentário

0 Comentários