Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 Copyright Arena News - Todos os direitos reservados

  • Arena News

Ídolo brasileiro, Ronaldinho Gaúcho é preso no Paraguai

Atualizado: Mar 8



O ex-jogador e seu irmão Assis, foram presos preventivamente e estão sendo investigados no Paraguai. Segundo informações do Ministério Público local, eles entraram no país usando passaportes falsos.



De acordo com a Folha de São Paulo, Ronaldinho e Assis foram ao Paraguai como convidados de diversos eventos. Entre eles: programa beneficente de saúde e o lançamento de um livro com a biografia de vida do ex-jogador.


A grande dúvida que passa pela mídia é por que Ronaldinho e Assis não usaram suas respectivas identidades? Sendo que todos os representantes do Mercosul têm “carta branca” para adentrar em países vizinhos.



Na quinta-feira (05), o Ministério Público paraguaio decidiu não acusar o ex-jogador e seu irmão pelo uso da documentação. De acordo com o promotor público Frederico Delfino, ambos foram enganados em sua boa-fé e acabaram beneficiados pelo “critério de oportunidade”.



Já nesta sexta-feira (06), o juiz Mirko Valinotti discordou que o critério de oportunidade pudesse ser utilizado e determinou que a procuradora-geral do Estado, Sandra Quiñonez, decida se revisará a decisão inicial da Promotoria ou manterá.



Após a decisão do juiz Mirko Valinotti, a polícia paraguaia decretou a detenção preventiva de Ronaldinho e Assis. Segundo informações, a justiça do Paraguai decretou esta medida para evitar uma possível fuga dos brasileiros. Neste sábado (07), ocorreu uma audiência onde Ronaldinho e Assis compareceram algemados no Palácio da Justiça. A audiência durou sete horas, e a juíza Clara Ruíz Díaz determinou a prisão preventiva do ex-jogador e seu irmão, Assis. Os dois devem ficar detidos no país por até seis meses durante as investigações.





Fonte: Folha de São Paulo

738 visualizações